São muitas as siglas utilizadas pelo mercado financeiro, CDB, CDI, LCA, LCI, entre outras. Nem sempre elas são descritas ou explicadas e quem não é deste meio, pode ficar confuso no meio de tantos termos. Na economia, algumas outras já são velhas conhecidas, como IR – o tradicional Imposto de Renda. A sigla que vamos desdobrar hoje é o CDI, Certificado de Depósito Bancário.

O que é CDI?
investimento em cdi

Os Certificados de Depósito Interbancário foram criados em 1980, para garantir uma distribuição de recursos que possa atender fluxos que são demandados pelas instituições financeiras.

Os CDIs são títulos de emissão destas instituições, que garantem o crédito das operações do mercado interbancário. Possui características idênticas às do CDB, porém a negociação está restrita a esse mercado. A função do CDI é passar recursos de uma instituição para outra, ou seja, para que o sistema funcione de maneira fluida, aqueles que tem dinheiro “sobrando”, emprestam para quem não tem.

Taxa
calculadora para investimento em cdi

Sua taxa normalmente acompanha a variação da taxa Selic. Assim, quanto mais baixa está a taxa CDI, mais “barato” está o dinheiro – ou seu custo – no mercado e a rentabilidade dos investimentos de Renda Fixa também apresentam queda.

Rentabilidade atrelada
moedas

A rentabilidade atrelada é quando dizem, por exemplo, que um CDB – Certificado de Depósito Bancário – rende 100% do CDI – Certificado de Depósito Interbancário. A mistura de percentuais pode ser confusa para a maioria das pessoas.

Esse percentual representa quanto uma aplicação rende acima ou abaixo do CDI – e não a rentabilidade de 100% ao ano (infelizmente).

Um CDB que traz de rendimento 100% do CDI, tem exatamente a rentabilidade dele (em um certo período). Caso o CDI tenha taxa acumulada de 10,50% nos últimos 12 meses, o CDB que rende 100% do CDI, teria exatamente 10,50% nesse período.

Guia Pratico 2.0 Investindo em Tesouro Direto