Mesmo quem não está familiarizado com o mercado de finanças ou de investimentos na bolsa de valores e em ações de companhia de capital aberto já ouviu falar em Ibovespa ou em Índice Bovespa.

Neste post, que foi desenvolvido especialmente para quem quer entender mais sobre o mercado de investimentos da bolsa de valores, elaboramos um guia completo com todas informações a respeito do Ibovespa.

Você vai conhecer os principais conceitos envolvendo o tema, vai entender para que serve o índice, vai saber o que significam as expressões comuns divulgadas na mídia relacionadas a ele (por exemplo: “o Ibovespa apresentou queda”), além de outras informações imprescindíveis para a elucidação de qualquer dúvida a respeito do assunto.

Boa leitura!

O que é Ibovespa

Antes de falar especificamente sobre o que representa o Ibovespa, é importante destacar que este termo não se confunde com a expressão “Bovespa”. Muito embora ocorram algumas confusões na representação desses vocábulos, incluindo a mídia, eles têm significados completamente diferentes.

A Bolsa de Valores de São Paulo, ou Bovespa, é a única bolsa de valores de mercadorias e futuros em operação no Brasil. A BM&F Bovespa, como também é chamada, possui sede em São Paulo e é fiscalizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O CVM está vinculada ao Ministério da Fazenda e é o órgão responsável pela normatização, fiscalização e promoção do mercado de valores imobiliários. A normatização publicada pelo órgão compreende todas as matérias relacionadas ao mercado de valores mobiliário a nível nacional.

Na Bovespa são negociadas diariamente ações das maiores empresas de capital aberto do Brasil, e ela é a maior bolsa de valores da América Latina, ocupando a 3ª colocação mundial em termos de tamanho e de operações.

Enquanto a Bovespa representa o local onde são negociadas diariamente as ações das empresas nacionais de capital aberto, o Índice Bovespa (Ibovespa) representa um indicador de desempenho das cotações negociadas na referida bolsa de valores.

Resumindo:

  • Bovespa: Bolsa de Valores de São Paulo;

  • Ibovespa: Índice da Bolsa de Valores de São Paulo.

Desta forma, o Ibovespa representa uma média das cotações do mercado de ações no Brasil. Os dados gerados pelo Ibovespa permitem identificar o comportamento das ações das principais empresas nacionais, que são diariamente negociadas na bolsa de valores.

O objetivo do índice Bovespa é de ser um termômetro do desempenho médio das cotações de ativos com maior nível de negociabilidade do mercado de ações brasileiro. Ou seja, ele permite identificar, por meio de uma média, como está sendo o desempenho diário e a negociabilidade das ações das maiores empresas que transacionam as suas ações na bolsa de valores.

Como é calculado o Ibovespa

O cálculo do Índice Ibovespa leva em consideração a aplicação de uma metodologia própria criada pela Bolsa de Valores de São Paulo. Essa metodologia seleciona as ações que representam, no momento do cálculo, 80% das movimentações e das negociações que estão sendo realizadas na Bovespa.

Isso significa que o cálculo leva em consideração apenas ações de empresas de capital aberto com maior liquidez e representatividade no mercado. A análise de quais ações vão integrar o índice é atualizada trimestralmente, deixando de integrar o rol todos os papéis que tiverem redução significativa na sua liquidez.

Essa estratégia permite que os resultados médios trazidos pela Ibovespa sejam mais próximos da realidade, uma vez que empresas de capital aberto com baixa liquidez costumam ter uma participação inferior nas negociações realizadas na bolsa de valores.

Por outro lado, quando uma empresa integra o rol de ações considerado pelo índice, significa que o seu negócio ganhou representatividade e importância no mercado brasileiro e internacional — o que, por si só, já pode significar um aumento no preço das suas ações.

Ou seja, se uma empresa com baixa liquidez e com papéis que não integram o rol de ações do Ibovespa consegue melhorar os seus resultados e passa a ser considerada, pela Bolsa de Valores de São Paulo, como uma empresa avaliada para fins de cálculo do Ibovespa, isso significa que ela vai se destacar, sendo considerada uma empresa que pode gerar impactos relevantes na economia nacional.

O ingresso nesse rol costuma vir acompanhado de um aumento nos preços das ações da companhia, e esse preço está exclusivamente relacionado à mera inclusão da empresa no rol do Ibovespa.

Voltando a metodologia e o funcionamento do índice, as regras utilizadas buscam balancear a área de atuação da empresa, visando abranger uma gama diversificada de setores da economia brasileira. Isso permite criar um índice mais dinâmico e que represente o mercado de uma forma mais realista.

E é aí que reside a grande representatividade do Ibovespa para a economia brasileira. Ele traduz a situação econômica mais próxima do contexto mercadológico do mercado financeiro, sendo uma excelente forma de compreender como se comportam vários setores da economia, dada a gama de setores que integram a sua média.

As ações das empresas que compõem o Ibovespa formam uma chamada “carteira teórica”, e o seu valor é calculado em pontos. Quando os pontos sobem significa que o mercado está apresentando bons resultados, por outro lado, quando o noticiário afirma que o Ibovespa está em queda, significa que a situação econômica é desfavorável.

Vale destacar que, como o índice representa uma média de ações de várias empresas, se apenas uma empresa está com maus resultados, mas as outras apresentam melhora, isso vai refletir também nos resultados do Ibovespa.

É importante ter em mente que o índice representa a movimentação conjunta de ações. Por isso, o investidor deve estar atento a ele, mas sempre acompanhando os resultados individuais das ações que integram a sua carteira de investimentos.

Considerando o fato de que o Ibovespa representa os resultados de ações que desempenham um papel de representatividade na economia nacional, os seus pontos servem como indicação da saúde financeira do país.

Esses resultados impactam na vida de todos os brasileiros, mesmo aqueles que não lidam com a bolsa de valores. Afinal, é a economia que faz o país gerar empregos, permitindo um aumento na renda dos cidadãos e definindo questões importantes para todos os setores econômicos. Os dados apresentados permitem avaliar, por exemplo, a capacidade de compra do brasileiro.

Para que serve o Índice Bovespa

Como já citamos, o Ibovespa ocupa um papel de destaque na análise da economia nacional, já que é a representação mais próxima da situação econômica do país. As suas informações podem ser utilizadas por todos os brasileiros, desde os que estão pensando em adquirir um imóvel até os que precisam planejar as compras mensais no supermercado.

Além disso, o índice também oferece uma ideia que permite aos investidores compreenderem como está o mercado de ações brasileiros e quais estratégias devem adotar nos seus investimentos pessoais.

As carteiras de ações dos investidores podem utilizar os dados apresentados pelo Ibovespa para avaliar possibilidades de compra e de venda de papéis.

Como as ações que integram o Ibovespa são apenas as de maior representatividade no mercado, a margem de erro do índice e o que ele representa para o mercado é muito pequena. Isso quer dizer que é pouco provável que o Ibovespa traga um dado que não represente efetivamente a situação do mercado.

Como associar o Ibovespa aos seus investimentos

Quem busca conhecer o mercado financeiro e investir em ações da bolsa de valores deve tratar o Ibovespa como uma das informações mais importantes para a sua estratégia. Digo “uma das” porque ele não pode ser o único comparativo utilizado para analisar o risco de seguir adiante com um investimento.

Ainda, dizer que a Ibovespa está em alta não significa que a compra de ações da companhia X, que integra o rol de ações da Ibovespa, vale a pena. Como citei, o Ibovespa representa uma média geral, e não a realidade específica de cada empresa que faz parte dessa média.

Muito embora ele seja um termômetro muito importante da economia, um investidor precisa ter em mente que ele servirá como orientação — mas não como “a cura” — para todas as suas dúvidas sobre onde e como investir.

A pontuação do Ibovespa divulgada em tempo real é como um retrato do momento financeiro do país para que o investidor tenha uma noção de como ele pode agir frente à realidade do mercado.

Por outro lado, o fato de ele conter uma gama grande de ações, também pode torná-lo um pouco generalista, o que significa que, ao montar uma carteira de investimentos, por exemplo, o Ibovespa não deve ser considerado como a informação mais importante a ser utilizada pelo investidor.

O Índice Bovespa possui ações de mais de 60 companhias brasileiras, e naturalmente o investidor não vai montar uma carteira tão diversificada. Por isso, é importante que o investidor tenha em mente que, em economia e em investimentos, a busca de informações e de dados é imprescindível.

Em resumo, é necessário utilizar várias frentes de pesquisa e de análise antes de optar pela aquisição de uma ação.

Quais são as expressões e as dúvidas comuns sobre o Ibovespa

É muito comum que os investidores mais inexperientes se deparem com dúvidas relacionadas ao Ibovespa e à bolsa de valores. Por isso, selecionei um rol com as dúvidas mais comuns e vou buscar explicar cada uma delas.

E lembre-se de que, caso você termine a leitura deste post com algum questionamento a respeito do tema, é só deixar um comentário. Combinado?

O que significa dizer que a bolsa subiu ou desceu?

Bom, primeiramente é preciso entender que não é a bolsa de valores que sobe ou desce. Na verdade, ela representa um lugar onde ações são negociadas. Quem sobe ou desce é o Ibovespa, o índice das ações mais negociadas no mercado nacional.

Quando o índice cai, significa que houve uma queda no valor das ações que integram o índice. Essa queda representa uma média. Então, pode ser algumas empresas que estão no Ibovespa estejam em alta, enquanto a maioria está em queda.

Por outro lado, quando o índice sobe, significa dizer que a média do valor das ações que integram o índice aumentou. Da mesma forma, esse dado representa uma média. Portanto, pode ser que algumas empresas estejam em queda, enquanto a maioria está em alta.

Que média é utilizada para o cálculo do Ibovespa?

O Ibovespa chega ao seu resultado por meio do cálculo de média ponderada. Isso quer dizer que se uma ação sobe muito, enquanto as outras permanecem estáveis, a variação positiva não vai ser muito alta, já que vai considerar o aumento no valor de uma — mas também vai levar em consideração a estagnação das demais.

Posso comprar ações do Ibovespa?

Não. As ações do Ibovespa são apenas utilizadas como média/parâmetro para o mercado. Só podem ser adquiridas ações oriundas diretamente de empresas de capital aberto e que atuam no mercado.

Hoje, há mais de 100 empresas negociando ações na bolsa de valores. Essas empresas representam diversos setores da economia, como:

  • consumo e varejo;

  • energia e saneamento;

  • papel e celulose;

  • petróleo;

  • saúde;

  • seguros;

  • siderurgia;

  • tecnologia;

  • e telecomunicações.

Qual é o período de variação do Ibovespa?

O índice é medido durante todo o dia e o seu fechamento é feito no final de cada dia. Portanto, quando há um aumento ou uma queda, é sempre em relação ao dia anterior. Dessa forma, o índice apresentado e a informação relacionada à sua posição (acima ou abaixo) está vinculada ao resultado do dia anterior.

Entretanto, é possível consultar informações do histórico de resultados do Ibovespa por meio da análise das séries históricas. Lembrando que essas séries também seguem a mesma linha de raciocínio, ou seja, se a informação indicar que o índice subiu 5% em fevereiro, está informação será em relação ao mês anterior, janeiro.

Eu tenho ações de uma empresa e ela integra o Ibovespa. Verifiquei que os resultados do dia para o índice foram de queda, isso significa que eu perdi dinheiro?

Não necessariamente. Como já citei, é necessário que você avalie os resultados das suas ações separadamente. Isso porque, mesmo que a Ibovespa tenha apresentado uma queda, pode ser que as ações da sua empresa estejam estagnadas ou que tenham apresentado alta. Não há relação direta nem concreta entre elas.

Qual é o período de tempo que uma ação pode ficar no Ibovespa?

Normalmente, o Bovespa realiza uma avaliação quadrimestral da carteira, avaliando os resultados das ações e a liquidez das empresas que compõem o índice.

Para continuar integrando esse rol, é necessário que essas ações representem, em termos de volume, uma participação superior a 0,1% do volume total negociado na bolsa. Além disso, ela precisa ter sido objeto de negociação em mais de 80% dos pregões realizados no período.

Caso não atendam às regras, essas ações são excluídas do índice? Isso é ruim para o investidor que possui ações daquela empresa?

Sim, as ações que não atendem aos 2 requisitos mencionados acima são excluídas do Ibovespa. Além disso, se a empresa estiver em processo de falência ou de recuperação judicial, também não pode integrar o índice.

Se você possui ações de uma empresa que deixou de integrar o rol do Ibovespa, provavelmente terá prejuízos financeiros quando da sua retirada. Entretanto, essa situação é inversa no caso oposto, ou seja, se você possui ações de uma empresa que não está no Ibovespa e que passa a integrar o índice, é provável que essas ações apresentem um aumento no seu preço.

Existe alguma regra relacionada ao período de vigência da carteira de ações do Ibovespa?

Sim! A reavaliação ocorre quadrimestralmente:

  • de janeiro a abril;

  • de maio a agosto;

  • e de setembro a dezembro.

Quais empresas integram a mais tempo o Ibovespa?

A Vale, a AmBev e a Souza Cruz são as únicas empresas que fazem parte do índice desde a data da sua criação. Isso significa que elas possuem estabilidade no mercado econômico.

O que são os pontos?

Como o Ibovespa possui uma quantidade teórica de ações, os pontos são utilizados como forma de retratar o preço de cada uma das ações que integram o índice multiplicados pela quantidade (teórica) de ações.

Ou seja, os pontos representação o preço de cada ação. Estes pontos mudam constantemente porque o preço das ações também muda.

Como calcular o peso das minhas ações no Ibovespa?

O cálculo do peso das ações da sua carteira no índice deve ser feito com base nos negócios realizados e no volume financeiro do mercado. Os especialistas utilizam a fórmula do Índice de Negociabilidade para chegar a esse valor de uma forma técnica.

Para você entender, esse cálculo leva em consideração o número de negócios e o volume financeiro resultante do período apurado. Quanto maiores esses valores, maior será o peso da ação no Índice Bovespa.

Se você quer entender mais sobre alguns conceitos e procedimentos adotados pela Bovespa no que diz respeito ao Índice e aos cálculos utilizados, recomendo a leitura do Manual de Definições e Procedimentos dos Índices da BM&F Bovespa.

Nesse manual, é possível encontrar informações mais técnicas e aprofundadas a respeito de alguns temas compartilhados neste post, além de elucidar algumas questões vinculadas a metodologias, definições e fórmulas específicas.

Quais são as empresas com maior volume de negociações na Bovespa?

Atualmente, as empresas/setores que possuem maior volume de negociação na Bolsa de Valores de São Paulo são:

  • instituições bancárias;

  • e empresas do ramo de:

    • alimentação;

    • energia;

    • tecnologia;

    • e varejo.

Qual é a relação entre Ibovespa e investimentos financeiros

Se você está ingressando no mercado de investimentos e da bolsa de valores, é importante que esteja a par dos conceitos e entenda o funcionamento de índices como o Ibovespa.

Por meio dele, você tem em mãos um excelente termômetro do mercado financeiro nacional. Além disso, você pode utilizar índices internacionais, como o índice Dow Jones, a fim de complementar as informações a respeito da economia mundial.

Mesmo que o Ibovespa não seja a única forma de entender e de avaliar o mercado econômico (e nem deve ser!), ele ocupa um papel importante no momento de analisar os riscos de um investimento e o comportamento do mercado de ações de empresas de capital aberto.

Um investidor que se preze deve utilizar informações como essas como orientação para a elaboração das suas estratégias de investimento sem necessariamente ficar restrito — mas as avaliando com parcimônia e inteligência.

A pontuação é um retrato da situação financeira do país, e uma das suas principais vantagens é que oferece informações em tempo real, facilitando a vida para os investidores que acompanham a economia de perto.

Dessa forma, como você perceber ao longo deste artigo, o Ibovespa é um elemento imprescindível na análise do mercado e das possibilidades que ele traz para uma carteira de investimentos, sendo uma informação preciso na gestão de riscos em investimentos.

Fique atento ao mercado financeiro e acompanhe as notícias compartilhadas pelos principais canais econômicos do país. Entender a dinâmica e saber como utilizar essas informações pode representar o sucesso ou o fracasso da sua carteira de investimentos.

Um bom investidor é um curioso. Portanto, a busca de informações e o constante aperfeiçoamento são importante para quem deseja integrar esse universo dinâmico que é o mercado financeiro.

Além disso, lembre-se sempre de que um assessor para investimentos pode te ajudar a lidar com a massiva quantidade de informações geradas diariamente, filtrando o que realmente é útil e importante para a sua carteira.

Busque, também, o apoio técnico e a expertise desses profissionais. Isso vai auxiliar muito em todos os processos que envolvem os seus investimentos, desde o planejamento e a identificação dos seus objetivos a curto, médio e longo prazo até a criação da carteira individual de investimentos e a análise da necessidade de compra e venda (negociação) de ações.

Se você ficou com alguma dúvida ou possui algum questionamento a respeito da Ibovespa, compartilhe os seus questionamentos.

Além disso, você encontra muitos conteúdos interessantes aqui no Pense Investimentos. Vasculhe o blog e encontre materiais que já foram publicados e que se relacionam com o tema.

Agora que você já domina os conceitos sobre o Ibovespa, assine a minha newsletter e acompanhe outros conteúdos relevantes sobre o mercado de investimentos.

Guia Pratico 2.0 Investindo em Tesouro Direto