Mesmo com fortes altas, ainda é possível encontrar boas escolhas no mercado em 2016

SÃO PAULO – 2016, até o momento, pode ser considerado um bom ano para os investidores brasileiros tanto em renda fixa quanto em renda variável. Afinal, títulos prefixados se valorizaram com força, enquanto as altas taxas de juros garantiram uma boa rentabilidade para os títulos pós-fixados e o mercado de ações subiu com força. No entanto, após esse bom momento, como o investidor pode se posicionar para seguir lucrando e começar 2017 com o pé direito? O InfoMoney conversou com assessores de investimento para saber as melhores aplicações para se fazer no momento.

“Mesmo depois de ver o mercado evoluir desde que alguns assuntos importantes começaram a ser encaminhados, acredito que ainda haja espaço para investimentos na Renda Variável. O mercado está  em um momento muito oportuno para entrada, mesmo já tendo subido bastante, ainda há espaço. Talvez não uma alta tão rápida como a que vimos até os 60 mil pontos mas tanto a melhora geral na economia como a queda da Selic trarão uma melhora significativa nos resultados das empresas e isso irá impulsionar os preços dos ativos e por consequência todos os produtos ligados a isto”, comenta Max Scatimburgo, economista e sócio da Atlas Invest.

Pier Mattei, sócio da Monte Bravo Investimentos, comenta que uma das principais tendências para esse fim de ano, começando já em outubro, é o início do ciclo de cortes na taxa de juros, o que tende a beneficiar os títulos prefixados e atrelados à inflação.

“Já para um perfil mais moderado ou agressivo, os fundos multimercados têm tudo para se destacar. Historicamente estes fundos conseguem ter uma performance muito boa em ciclos de queda de juros, portanto faz sentido estar no portfólio de investidores com este perfil”, explica Pier.

“Dentre as diferentes modalidades de fundos multimercados existentes, os fundos macro podem se destacar por capturarem melhor este movimento em juros, dólar e bolsa”, pontua. Max segue a mesma linha de pensamento, destacando o perfil mais adaptável desse tipo de fundo. “As oportunidades estão na mesa para quem quer investir. Esse é o momento”, finaliza.

Fonte: InfoMoney

Guia Pratico 2.0 Investindo em Tesouro Direto