O crescimento dessas aplicações foi impulsionado tanto pela alta de juros, quanto pela instabilidade do mercado de ações, resultados positivos da crise econômica pela qual o Brasil tem passado. E, há alguns anos, as letras de crédito vêm conquistando lugar de destaque entre os investidores.

Mas você já sabe que as letras de crédito estão entre os investimentos que mais crescem no Brasil. E, em nossos artigos anteriores nós também já falamos dos motivos para isso acontecer – entre eles, a segurança garantida pelo FGC para valores até R$ 250.000,00, a isenção do Imposto de Renda para Renda Fixa e o rendimento atrativo.

Qual o valor mínimo para investir nas Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI)?

Diferente do Certificado de Depósito Bancário (CDB), no qual você pode investir valores a partir de R$ 1 mil, normalmente, o valor mínimo das aplicações de LCI e LCA é de R$ 30 mil. Mas é possível encontrar investimentos em letras de crédito com ticket mínimo de até R$ 5 mil. Outra diferença entre os CDBs e as letras de crédito é a liquidez, há CDBs que possuem liquidez diária, enquanto as LCA e LCI, tem prazo mínimo de três meses.

Nesse ponto, a isenção do Imposto de Renda, aplicada às letras de crédito, faz a diferença tornando as letras de crédito, muitas vezes, mais atrativas do que outras aplicações. Para descobrir se essas aplicações são realmente vantajosas e se aplicam ao seu perfil, a dica é procurar uma assessoria especializada, ao invés de procurar produtos do seu banco. Um especialista vai ser mais efetivo do que o gerente do banco na hora de indicar seus investimentos, pois pode oferecer o produto com maior vantagem, que seja adequado ao prazo e ao objetivo que você tem para o dinheiro.

Quer agendar uma consulta com um especialista? Clique aqui.

Compare seus investimentos, em uma ferramenta totalmente gratuita e online.

Guia Pratico 2.0 Investindo em Tesouro Direto