A educação financeira pessoal é o primeiro grande investimento da sua vida. Decidi começar este post com essa frase para fazer você pensar no impacto que uma boa educação financeira pode causar em seu futuro.

Infelizmente, nosso país não tem uma cultura focada nessa questão, por isso o índice de pessoas que não investem (ou investem mal) ainda é muito alto, sem falar no grande número de brasileiros que se encontram em situação de inadimplência.

Pensando nessa realidade, elaborei este post no formato de um pequeno guia que vai auxiliá-lo a conhecer um pouco mais sobre educação financeira, conduzido-o pelo caminho do aprendizado e do autodesenvolvimento. Descubra!

O que é educação financeira e por que ela é tão importante

O gerenciamento financeiro pessoal é alvo de muitos questionamentos e dúvidas. É possível que você mesmo já tenha se perguntado em algum momento sobre a qualidade e a eficiência do controle pessoal de suas finanças.

Saiba que esse sentimento de dúvida é muito comum, principalmente porque a disseminação de conhecimento e orientações sobre educação financeira é pouco difundida em nossa cultura de formação.

Entretanto, a educação financeira é uma ferramenta efetiva e extremamente importante para garantir um futuro mais seguro, já que ela ajuda ensinando conceitos, auxiliando no desenvolvimento de competências e permitindo a tomada de decisões de maneira mais assertiva.

Por meio da informação e do conhecimento, fica mais fácil planejar e gerenciar assuntos rotineiros como cartão de crédito, poupança, cálculos de juros e inflação, e é possível até mesmo aprender a lidar com questões mais profundas, como o mercado de investimentos.

Ao buscar aprender mais sobre educação financeira, você aprende não só a economizar dinheiro, mas principalmente a fazer escolhas certas de acordo com suas necessidades e objetivos de vida. Isso traz liberdade financeira, segurança para o futuro e uma série de oportunidades e experiências.

Dicas para elaborar um bom planejamento e controle das suas finanças

Agora que você já entendeu um pouco mais a respeito da importância e do impacto da educação financeira em sua vida, é hora de pensar por onde começar.

Eu recomendo que você comece compreendendo o que é um planejamento e controle de finanças por meio de algumas dicas que podem ser colocadas em prática agora mesmo. Veja!

Controle suas receitas e despesas

Essa é a dica mais importante quando o assunto é planejamento e gestão financeira pessoal: é imprescindível controlar todas as suas receitas e despesas, fazendo um acompanhamento mensal.

Elabore uma planilha simples e utilize-a para lançar todas as informações financeiras. Lembre-se de que todos os gastos devem ser registrados, pois só assim você terá um mapeamento completo da sua realidade e rotina financeira.

Antes de comprar, faça uma pesquisa de preços

Apesar de parecer um conselho bastante óbvio, muitas pessoas não buscam saber o preço de determinado produto em diferentes estabelecimentos antes de comprá-lo. Mas você sabia que é possível economizar significativamente apenas com uma breve pesquisa de preços?

Por isso, antes de comprar, sempre verifique os preços do produto em pelo menos três lojas. Cada real que você economiza em uma compra pode representar um dinheiro extra para investir em seus objetivos de longo prazo.

Se conseguir desconto, opte pelo pagamento à vista

Sempre que você recebe um desconto, a compra à vista é vantajosa, já que ela representa uma economia financeira. Por isso, nos casos em que esse desconto for oferecido, não tenha dúvida: priorize o pagamento no ato.

Compre apenas o que você precisa

Cuidado com o consumo desnecessário e com as compras supérfluas. Sempre que você achar que precisa comprar algo, não aja por impulso. É preciso pensar a respeito e avaliar se aquele item é realmente uma necessidade ou se é dispensável.

Estabeleça metas e objetivos

Essa é uma dica-chave para o planejamento financeiro. Estabeleça metas que visem alcançar algum objetivo. 

As metas são importantes pois ajudam a transformar números em realidade. Por exemplo, se você busca adquirir um imóvel novo até 2020, esse é o seu objetivo. Para atingi-lo, você precisará traçar metas mensais e trabalhar para alcançá-las.

Viva de acordo com a sua realidade

Não adianta você tentar sustentar uma vida que não é compatível com os seus rendimentos. Claro que é muito bom fazer viagens e frequentar bons restaurantes, mas isso deve acontecer dentro das suas necessidades e sem extrapolar a sua realidade financeira.

Por isso, além de conhecer suas possibilidades, você deve saber identificar quanto de sua renda pode ser comprometido com esses gastos. Viva de acordo com seu padrão de vida, caso contrário, você poderá se tornar mais um dos milhões de brasileiros que estão nas listas de inadimplência.

Agora, você deve estar se perguntando: “por onde eu começo?”. 

Como começar um planejamento financeiro pessoal

Não existe uma receita exata para o sucesso de um planejamento financeiro pessoal, mas tudo começa com a identificação da realidade de quem está buscando se planejar. Por isso, minha dica é que você comece respondendo às seguintes perguntas:

  1. Qual é o seu objetivo? Juntar dinheiro para comprar um imóvel? Garantir uma aposentadoria tranquila? Acumular patrimônio?
  2. Em quanto tempo você deseja alcançar esse objetivo? 1 ano? 5 anos? 10 anos?
  3. De quanto dinheiro você precisa para atingi-lo? 
  4. Como você pretender chegar a esse resultado? Investindo em um CDB? Na poupança? Na Bolsa de Valores? 

A partir das respostas para essas quatro perguntas, já é possível começar a elaborar um planejamento realista e palpável.

Dicas de livros que vão ajudar no seu desenvolvimento

Por fim, selecionei alguns livros que são excelentes fontes de informação e aprendizado para quem está começando a investir no desenvolvimento da sua educação financeira. Todos eles são facilmente encontrados no Brasil. Confira:

Pai Rico Pai Pobre (Robert Kiyosaki e Sharon Lechter)

Esse livro é um excelente manual de educação financeira. Focado no desenvolvimento de uma mentalidade dinâmica, ele utiliza a história pessoal dos autores para apresentar lições de como os ricos usam a educação para atingir o sucesso financeiro.

12 Meses para Enriquecer (Marcos Silvestre)

Excelente fonte de conhecimento sobre planejamento financeiro, traz diversos exemplos e inúmeras ferramentas de apoio, sendo um dos principais livros de educação financeira na prática. 

Os Segredos da Mente Milionária (T. Harv Eker)

Além de contar sua história pessoal, o autor mostra como tudo se transformou no momento em que ele mudou suas crenças em relação ao dinheiro. É um excelente livro sobre como devemos nos posicionar e pensar de forma positiva e realista.

A educação financeira pessoal pode mudar seu futuro e o de sua família. Para começar, coloque em prática as dicas que apresentei neste post e permaneça em uma busca constante de conhecimento e aprendizado.

Para isso, siga a Pense Investimentos no Facebook e no YouTube. Nesses canais, eu compartilho conteúdos relevantes sobre mercado, investimentos e outros temas valiosos referentes à educação financeira pessoal. Vamos lá?

Guia Pratico 2.0 Investindo em Fundos Imobiliários